SCML
espaço
Respostas Sociais para Pessoas Portadoras de Deficiência
Pessoas Portadoras de Deficiência
LAR RESIDENCIAL

Lar residencial para pessoas com deficiência ao nível cognitivo / multideficiência, destinado a alojar jovens e adultos portadores de deficiência, de idade igual ou superior a 16 anos, de ambos os géneros, que se encontrem impedidos de residir no seu meio familiar. Tem como objetivo principal promover a qualidade de vida e plena integração social, através da prestação de apoio nos cuidados de saúde e de reabilitação, apoio psicossocial, educação e atividades da vida diária, Comunicação Aumentativa e Alternativa, Recursos Informáticos e Alternativos de Reabilitação.

CENTRO DE ATIVIDADES OCUPACIONAIS (CAO)

Resposta social destinada a utentes com deficiência ao nível cognitivo / multideficiência a partir dos 16 anos e sem limite de idade, que desenvolve atividades com vista a proporcionar a valorização pessoal, social e o equilíbrio psíquico, fomentando as capacidades da pessoa no sentido da sua autonomia.

REABILITAÇÃO - APOIO AMBULATÓRIO

Programa de reabilitação e apoio a crianças, jovens e adultos nas várias áreas de intervenção conforme necessidades identificadas em cada período de vida (6 - 18 anos).

INTERVENÇÃO PRECOCE

Dirige a sua ação às crianças com paralisia cerebral e outras situações neuro motoras, com idades compreendidas entre os 18 meses e os 5 anos e respetivas famílias. Esta ação estende-se à comunidade articulando com os contextos formais e informais em que a criança / família se encontra inserida.

REABILITAÇÃO DE PESSOAS CEGAS OU COM BAIXA VISÃO

Estrutura residencial e de reabilitação que visa desenvolver atividades de apoio social para pessoas com deficiência ao nível da função visual, cegueira ou baixa visão, com idade igual ou superior a 16 anos e a frequentar estabelecimentos de ensino. Tem a finalidade de reabilitar, fomentar a autonomia e a inclusão familiar, social, profissional e comunitária e promover a igualdade de acesso às oportunidades, à participação social e ao exercício da cidadania. Desenvolve a atividade nas áreas da saúde, apoio psicossocial, apoio nos processos de obtenção de ajudas técnicas, orientação e mobilidade, aprendizagem de Braille, (re)aprendizagem das atividades da vida diária, gestão económica e tecnologias da informação e comunicação.