Acompanhamento Terapêutico

Assegurar o cuidado de pessoas com necessidades de acompanhamento terapêutico, em particular quando desinseridas do seu meio sociofamiliar e económico, prestando informação pertinente, encaminhamento e apoio adequados.

Este acompanhamento é realizado através das respostas de Acolhimento Residencial, Apartamentos Terapeuticamente Assistidos, Centro de Dia, Apoio Domiciliário, Centros de Acompanhamento e Vigilância Terapêutica e Toma Observada.
CRITÉRIOS DE ADMISSÃO

Gabinete de Acompanhamento e Vigilância Terapêutica

Assegura o acompanhamento na adesão terapêutica e a toma observada.
  • Residir na cidade de Lisboa;
  • Apresentar necessidade de acompanhamento terapêutico;
  • Apresentar situação social, familiar e económica vulnerável;
  • Não reunir competências para cumprir a terapêutica de forma autónoma
Acesso
  • A admissão é feita com base numa proposta dos técnicos da SCML, dos técnicos de outros serviços da comunidade (hospitais, IPSS, centros de saúde), bem como a partir de pedido do próprio ou da família. O Gabinete funciona no Centro Santa Maria Madalena (tel. 218 802 150)

Centro de Dia para pessoas com necessidade de Apoio Terapêutico

  • Residir na cidade de Lisboa;
  • Ter idade igual ou superior a 18 anos, desde que em situação de vulnerabilidade social, familiar e económica e/ou em risco de acelerar o processo de envelhecimento, nomeadamente devido a doenças infeciosas, genéticas e/ou neurodegenerativas e efeitos secundários decorrentes das mesmas.
  • A fraca adesão à terapêutica e/ou o isolamento social, por inexistência de família ou por rutura/desajustamento familiar grave, são critérios de prioridade para admissão nesta resposta.
Acesso
  • A admissão é feita com base numa proposta dos técnicos da SCML, dos técnicos de outros serviços da comunidade (hospitais, IPSS, centros de saúde), bem como a partir de pedido do próprio ou da família.

Serviço de Apoio Domiciliário para pessoas com necessidade de Apoio Terapêutico

  • Residir na cidade de Lisboa;
  • Ausência de autonomia na satisfação das necessidades humanas básicas e das condições específicas de saúde;
  • Apresentação de necessidades de acompanhamento terapêutico;
  • Situação social, familiar e económica precária;
  • Situação de discriminação e isolamento decorrentes do estado de saúde.
Acesso
  • Os pedidos de apoio domiciliário podem ser efetuados diretamente pelos próprios, familiares, técnicos da SCML e de outros serviços da comunidade (hospitais, IPSS, centros de saúde).

Apartamentos Terapeuticamente Assistidos

  • Residir na cidade de Lisboa;
  • Necessitar de acompanhamento terapêutico e encontrar-se em situação social, familiar e económica precária, designadamente, em situação de perda de habitação e/ou isolamento social;
  • Ter autonomia para realizar atos indispensáveis à satisfação das necessidades básicas da vida diária ou ter dependência ligeira.
Acesso
  • A admissão é feita com base numa proposta dos técnicos da SCML, dos técnicos de outros serviços da comunidade (hospitais, IPSS, centros de saúde), bem como a partir de pedido do próprio;
  • Esta resposta está sujeita ao pagamento de uma comparticipação definida no regulamento da resposta social.

Residências de Acompanhamento Terapêutico

  • Residir na cidade de Lisboa e ter mais de 18 anos;
  • Apresentar ausência de autonomia na satisfação das necessidades humanas básicas;
  • Apresentar necessidade de acompanhamento terapêutico;
  • Encontrar-se em situação social, familiar e económica precária;
  • Encontrar-se em situação de discriminação e isolamento decorrentes do seu estado de saúde;
  • Necessitar de treino de competências para a inserção social
Acesso
  • A admissão é feita com base numa proposta dos técnicos da SCML, dos técnicos de outros serviços da comunidade (hospitais, IPSS, centros de saúde), bem como a partir de pedido do próprio;
  • Esta resposta está sujeita ao pagamento de uma comparticipação definida no regulamento da resposta social.