51 aniversário CMRA
Destaques
“51 anos de excelência em reabilitação”
O Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão celebrou esta quinta-feira, 20 de abril, o seu 51º aniversário. Tal como quando “nasceu”, continua a ser considerado uma referência na área da reabilitação.

“Foi há 51 anos que o sonho pioneiro de José Guilherme de Mello e Castro se concretizou e que o Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA) foi inaugurado. Na altura, foi um dia histórico para a medicina de reabilitação e também para a Santa Casa.” 

Foi desta forma que a administradora da Saúde da Misericórdia de Lisboa, Helena Lopes da Costa, começou a sua intervenção no evento comemorativo do aniversário do CMRA.

A administradora relembrou, ainda, que “este Centro representa a derradeira esperança” para muitos dos doentes e que continua a ser considerado “um centro de reabilitação de referência”.

Helena Lopes da Costa teceu também rasgados elogios a todos os profissionais do CMRA, pela “dedicação” diária que demonstram e por terem sempre presente que o que fazem tem por base “objetivos humanistas”.

À sua intervenção seguiu-se a demonstração de como funciona o exosqueleto: um aparelho biónico que permite que paraplégicos assumam a posição de pé e andem.  
Júlio, um paciente de Alcoitão, fez as honras da demonstração, num momento que causou impacto e emoção entre os presentes. 

Note-se que o exosqueleto foi adquirido pelo Centro há exatamente um ano e os resultados obtidos até ao momento têm sido muito positivos.

Mas como festa que é festa tem que ter bolo e música, seguiu-se um momento musical, com Ruben Matay, cantor e colaborador da Santa Casa, que também cantou os parabéns. 

As comemorações fecharam com uma palestra motivacional dada por Lurdes Cardiga, da Academia Equestre João Cardiga, e por Sara Duarte, cavaleira bi-paralímpica de paradressage que transmitiram esperança e motivação a quem se encontra em fase de reabilitação. Nesta Academia, patrocinada pelos Jogos Santa Casa desde 2013, contribui-se, diariamente, para manter vivos os os sonhos de quem tem incapacidades motoras. 


21 de abril de 2017
Facebook