Protocolo entre a Santa Casa e o INEPAC
Destaques
SCML assina protocolo pela valorização do património
A colaboração entre a Misericórdia de Lisboa e o Instituto Estadual do Património Cultural do Rio de Janeiro incidirá nas áreas do património e da cultura.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e o Instituto Estadual do Património Cultural (INEPAC), da Secretaria de Estado de Cultura do Governo do Rio de Janeiro, assinaram esta quarta-feira, 13 de setembro, na sala de visitas do Complexo de São Roque, um protocolo de colaboração que visa reforçar competências, valorizar o património histórico e partilhar conhecimento nas áreas do património e da cultura entre as duas instituições.

O protocolo foi assinado por Helena Lucas, diretora do Departamento de Gestão Imobiliária e Património (DGIP), Evandro Carvalho, professor e representante do INEPAC. Estiveram, ainda, presentes o diretor do Gabinete de Relações Internacionais, Miguel Fialho de Brito, e a secretária-geral adjunta, Irene Nunes Barata.

Evandro Carvalho ficou "impressionado" com as visitas à Quinta Alegre e ao bairro Padre Cruz. Além do intercâmbio técnico nas áreas do património, educação e cultura, Interessa-lhe o modelo que a Santa Casa desenvolveu para equipamentos que promovem a intergeracionalidade. 

O professor do INEPAC destacou o trabalho na área social e a reabilitação do património da SCML. Até ao fim do mês, estão agendadas visitas à Aldeia de Santa Isabel e ao Centro de Educação Formação e Certificação.

Helena Lucas, Miguel Fialho de Almeida e Irene Barata salientaram o privilégio de estar envolvidos neste projeto interinstitucional.

O protocolo tem a duração de três anos, durante os quais serão realizados três Programas de Intercâmbio Técnico (PIT), traduzindo-se no acolhimento e envio de técnicos de ambas instituições, com o objetivo de reforço mútuo de competências nas áreas de Gestão Patrimonial, Revitalização Urbana e Análise de Projetos, Educação para o Património Cultural, Inventário e Salvaguarda de Bens Móveis e Integrados.

Esta colaboração pretende, igualmente, reforçar o intercâmbio internacional entre duas instituições, promover a capacitação profissional dos técnicos designados e valorizar o património histórico.

13 de setembro de 2017




Facebook