Ricardo Alves Gomes Novos instrumentos para a gestão dos Recursos Humanos
Destaques
UNU é o novo projeto de gestão de pessoas da Santa Casa
A Direção de Recursos Humanos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa recebeu, esta quarta-feira, 15 de março, mais de 250 dirigentes da instituição, para a apresentação do UNU, um projeto inovador que integra os conceitos de “visão estratégica” e “Pessoas”.

“Cuidar de Pessoas” é um dos grandes lemas da Santa Casa, o que se aplica tanto à comunidade, como aos seus trabalhadores. Neste sentido, realizou-se esta quarta-feira, 15 de março, na Sala de Extrações, a apresentação do UNU que, como referiu o administrador dos Recursos Humanos, Ricardo Alves Gomes, marca um “virar de página”, por ser um projeto “de” e “para” os Recursos Humanos da instituição.

Através do UNU, os processos de seleção e recrutamento, a definição de objetivos, a avaliação de desempenho e a gestão da formação serão mais ágeis, eficazes e integradas na visão estratégica, definida numa gestão moderna de Pessoas.

O evento contou com as presenças do provedor, Pedro Santana Lopes; do vice-provedor, Edmundo Martinho; do administrador dos Recursos Humanos, Ricardo Alves Gomes; da administradora da Saúde, Helena Lopes da Costa; do administrador da Ação Social, Sérgio Cintra; da diretora dos Recursos Humanos, Helena Oliveira; de mais de duas centenas de dirigentes da Santa Casa; assim como de representantes das empresas parceiras que desenvolveram este projeto: SAP; o consórcio MEO e ITGEST; e dois consultores externos na área dos Recursos Humanos. 

O provedor, Pedro Santana Lopes, agradeceu o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela equipa de Recursos Humanos que, recentemente, conseguiu alcançar “objetivos importantes”, nomeadamente com o novo Acordo de Empresa. Com o projeto UNU será agora também possível responder de uma forma mais eficaz "às exigências de uma área complexa”, como é a área de Recursos Humanos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. 

Ricardo Alves Gomes explicou que este projeto permite à instituição “utilizar bem os seus recursos e gerir bem as suas Pessoas.” Contudo, apesar do passo significativo que representa para toda a Santa Casa, o administrador dos Recursos Humanos diz que prefere que não se olhe para este momento como algo histórico. A missão de quem trabalha na Santa Casa é fazer “o que deve ser feito, para que, à luz da história", as pessoas reconheçam que "naquela altura, se teve visão”. "Caso contrário não seria possível prosseguir com a nossa missão”, frisou o administrador.

Já Helena Oliveira, que abriu a sessão, sublinhou que “são as Pessoas que contam”, na Santa Casa, uma vez que são elas que “diferenciam as organizações.”

A respeito do UNU, a diretora dos Recursos Humanos explicou que se trata da “melhor ferramenta de Recursos Humanos a nível mundial” e que a mesma vai contribuir para “fazer da Santa Casa um lugar UNU”.

Objetivo: Motivar as pessoas 

Sob a assinatura “Porque somos UNU. Queremos que sejas UNU entre nós”, este projeto de gestão de pessoas permite aumentar em 30% a eficiência e em 15% a produtividade, uma simplificação e transparência na gestão orientadora de talentos, o alinhamento das pessoas com os objetivos da instituição, apoiando a missão estratégica da organização. Contribui, ainda e acima de tudo, para que os funcionários se sintam mais reconhecidos, satisfeitos e motivados.

Esta nova ferramenta representa, assim, mais um passo no sentido de modernizar a Santa Casa (como tem sido apanágio desta Mesa) e deverá ficar operacional a meio deste ano.




15 de março de 2017


Facebook