Hospitalidade

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa apresenta o seu Polo Cultural com o programa HOSPITALIDADE.

Durante um dia, o Largo Trindade Coelho recebeu centenas de pessoas interessadas em conhecer o futuro Polo Cultural de São Roque.
Enquadrado no Ano Europeu do Património Cultural, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) programou um dia de atividades artísticas centrado na hospitalidade para apresentar o Polo Cultural que será constituído pela Igreja e Museu de S. Roque, Arquivo Histórico e Biblioteca da Santa Casa, bem como, para breve, o Museu Casa Ásia - Colecção Francisco Capelo -, e ainda a Brotéria, da Companhia de Jesus, com a biblioteca e a revista com o mesmo nome. 

A história da Santa Casa da Misericórdia é marcada pela hospitalidade exercida em várias dimensões e para diversos destinatários e beneficiários. O tema é, contudo, aquele que, nos tempos atuais, melhor pode definir a missão de uma organização marcada pelo ‘cuidar do outro', sendo que ‘cuidar' tanto pode traduzir-se no âmbito da saúde, como da educação, do património ou ainda de ‘abrigo', no sentido mais nobre do termo.  

A hospitalidade como proposta programática é uma forma de responder, nestes tempos conturbados, ao descuido, à exclusão e à subalternidade a que estão sujeitos milhões de cidadãos numa escala global. Assim, uma cultura de hospitalidade é uma cultura que acredita na possibilidade de um futuro que tem como último objetivo a paz universal.  

No ano em que a SCML celebra 520 anos, o programa Hospitalidade decorreu ao longo do dia 13 de outubro com um vasto conjunto de atividades de entrada livre. Exposições, concertos, performances, instalações e atividades de educação artística intercultural ocupam os diferentes equipamentos da Santa Casa da Misericórdia, numa antevisão das linhas programáticas da Cultura na Santa Casa e que irá propor uma nova modalidade de programação cultural: temática, integrada e plurianual, numa cultura para o futuro da história da SCML e da história da cidade.
ORGANIZAÇÃO
logologoslogo
PARCEIRO
broteria
APOIOS
logoslogoslogoslogoslogoslogoslogoslogos
logoslogoslogoslogoslogoslogos
APOIOS À DIVULGAÇÃO
logologologologologo
Devido ao mau tempo os eventos ao ar livre a partir das 18:00 foram cancelados.

tor9:30 - 19:00
Mural TON SUR TON, de Pedro Valdez Cardoso
Casa Ásia - Coleção Francisco Capelo

O mural TON SUR TON concebido especificamente para o hall da futura Casa Ásia - Coleção Francisco Capelo, apropria-se dos motivos encontrados no estilo decorativo chinoiserie do século. XVIII. Na parede, encontramos sacos de plástico de diversos tamanhos e cores com pássaros bordados, retirados de padrões de chinoiserie do século XVIII, que alternam na parede com sacos sem bordados. As cores fazem uma referência ao folk asiático, as aves aos círculos migratórios e os sacos à ideia de transação. Pedro Valdez Cardoso expõe regularmente desde 2001. A obra que tem vindo a desenvolver, com um maior foco na escultura e na instalação, centra-se sobretudo em problemáticas relacionadas com a identidade (social, sexual e cultural) e os discursos pós-coloniais, numa constante relação entre poética e política.
logo
@Máscara Naga Rashka - séc. XIX, Sri Lanka - Coleção Francisco Capelo
9:30 - 19:00
Apresentação da Coleção
Casa Ásia - Coleção Francisco Capelo

A Coleção de Arte Asiática de Francisco Capelo, incorporada em Abril de 2017 na SCML, irá ser instalada num edifício de origem seiscentista, num projeto de requalificação que visa musealizar a coleção e apresentá-la publicamente de forma permanente. O presente acervo de cerca de 1200 obras, alheias à lógica da encomenda por parte dos mercadores europeus, agrupa-se em diferentes tipologias artísticas nas quais se evidenciam peças de escultura, cerâmica e mobiliário, têxteis e joalharia e, ainda, notáveis exemplares de pintura, documentos e manuscritos.
logo
@Paramento Filipino
9:30 - 19:00
Exposição Paramentos religiosos / Figuração ecuménica
Sacristia Igreja de São Roque (9h30-12h30 / 15h30-17h30)

Na liturgia, os paramentos são um sinal importante do entendimento que as comunidades religiosas têm do sagrado. Diferentes trajes litúrgicos podem exprimir autoridade, reverência, dignidade, ou continuidade com a tradição à qual se pertence. Esta exposição apresenta ao público trajes litúrgicos de confissões variadas, oriundos da Comunidade Israelita de Lisboa, Comunidade Hindu de Portugal, Comunidade Católica Filipina, Comunidade Islâmica de Lisboa, Comunidade Sikh de Portugal, Igreja Ortodoxa Romena em Lisboa, Igreja de São Roque, da Comunidade Católica dos Ucranianos e Europeus de Leste de Rito Bizantino e do Dojo Zen de Lisboa Ryumonji.
logo
@quinto dedo, Armanda Duarte  2018
10:00 - 18:00
Exposição guarda, de Armanda Duarte
Museu de São Roque

"Guardamos a inteireza do nosso corpo e, por espelho ou bondade, afligimo-nos com essa falta nos corpos alheios. O museu de São Roque, à semelhança de todos os museus, guarda". (Armanda Duarte).
Para além da ideia de cuidado e acolhimento, interessou à artista Armanda Duarte a qualidade física de algumas representações no museu, as coisas inertes, a aparência uniforme, o movimento dos que cuidam e vigiam o périplo dos visitantes. Esta exposição permite olhar a omnipresença das peças barrocas a partir da ideia de contraste: de valor, de pertinência, de produção e de expectativas face à arte.

Entrada livre mediante levantamento de bilhete
logo10:30 - 12:30
Colóquio O Arquivo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa - histórias visuais
Biblioteca da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

O arquivo da Santa Casa contém documentação histórica de 520 anos constituída por documentos em suporte de papel, pergaminho, fotografias e registos sonoros. O colóquio O Arquivo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa - histórias visuais reúne Francisco d'Orey Manoel, responsável pelo Arquivo da Santa Casa da Misericórdia desde 1985; Lisbeth Rodrigues, investigadora do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG-UL); Joana Vieira Paulino, mestre em História a desenvolver a tese intitulada O abandono infantil em Lisboa, antes e depois da extinção da roda dos expostos (1850-1910), e Fernanda Frazão, licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, investigadora e editora da Apenas Livros.

Participantes: Francisco D'Orey Manoel, Lisbeth Rodrigues, Joana Paulino, Fernanda Frazão. Com moderação de Alice Samara
logo
@Lourenço Câmara Lomelino
11:00
Deuses da Perfeição, Teatro Umano
Largo Trindade Coelho

Inspirada no conto Perfeição, de Eça de Queiroz, no qual o escritor evoca o canto V da Odisseia para narrar o repouso forçado de Ulisses na "ilha divina" da deusa Calipso, a peça Deuses da Perfeição, explora a metáfora do Despertar dos Deuses. Deuses da Perfeição é uma peça de teatro social desenvolvida pelo Teatro Umano (TU), estrutura artística criada em 1998, que aposta na afirmação do teatro enquanto espaço privilegiado de diálogo e criação coletiva.
logo
@Teresa Teixeira
11:00 - 13:00
Workshop de construção de papagaios, pela Associação Ar e Vento
Claustro Museu de São Roque

O papagaio é, não só um brinquedo, mas também um elemento de diálogo comum, distintivo e transversal nas culturas orientais. Ao longo do workshop os participantes são convidados a um diálogo intercultural e geracional através da construção de papagaios com matérias-primas, tendo em consideração a reciclagem (sacos de lixo, cartões, papel de jornal, telas de vela, etc.). Às 17h convidam-se os participantes a lançar os papagaios construídos (Largo Trindade Coelho).

Público alvo: famílias (entrada livre mediante lotação - até 40 participantes)
logo
@Estelle Valente
14:00 - 14:45
Contos do Oriente, por Ana Sofia Paiva
Claustro Museu de São Roque

A atriz e contadora de histórias Ana Sofia Paiva desenvolve uma sessão de contos e lendas orientais, que incluem pássaros e outros seres alados. Tudo começa longe, nas terras onde nasce o Sol e onde o mundo dá início os seus dias. Falar de Sol é falar de Asas. E longe, a Oriente, todos os pássaros são sagrados; são eles que unem a terra e o céu. Ana Sofia Paiva é membro do Instituto de Estudos de Literatura e Tradições da UNL-FCSH, do CEAO e responsável pelo Catálogo dos Contos Tradicionais Portugueses com as Versões Análogos dos Países Lusófonos) e da cooperativa Memória Imaterial.

Entrada livre mediante levantamento de bilhete
logo15:00 - 18:00
Performance Dentro do arquivo, de Joana Craveiro
Arquivo Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (3 sessões contínuas)

A performance Dentro do Arquivo é em percurso pelos percursos do arquivo e os seus arquivistas, mostrando o que pode ser mostrado e deixando adivinhar tudo aquilo que, por motivos vários, só pode ser observado de longe. A performance no arquivo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa é sobre todas as formas de hospitalidade que um arquivo pode esconder ou revelar. Tudo começa na riqueza e na cuidada preservação de um arquivo desconhecido de muitos, mas que guarda objetos e histórias que são retratos de pessoas e das suas épocas, bem como retratos de uma instituição.

Repete dia 14 entre as 17h e as 20h
Entrada livre mediante levantamento de bilhete
logo16:00 - 16:20 | 16:30 - 16:50
Teatro de Sombras, com Benikô Tanako
Museu de São Roque

Beniko Tanaka apresenta duas peças de teatro de sombras inspiradas em contos tradicionais do Japão: Rapazinho do Carvão e Pão de Sonho. Em Rapazinho do carvão somos conduzidos à sabedoria ancestral da vida rural e ao difícil e lento trabalho artesanal no Japão através de um rapazinho misterioso que ajuda um velhote a resolver um problema antigo. Pão de Sonho decorre no período em que muitos portugueses se lançaram em caravelas navegando pelo mundo inteiro e levaram consigo um doce português. "Bater em castelo!" talvez tenha sido a frase que tornou o pão-de-ló num doce tradicional em Nagasaki, onde é conhecido como "Castella".

Entrada livre mediante levantamento de bilhete
logo17:00
Concerto de Sitar por Rui Martins
Casa Ásia - Coleção Francisco Capelo

Rui Martins interpreta um recital de sitar composto por melodias contemplativas, executando também alguns temas originais, que pertencem ao seu primeiro álbum a solo. Neste concerto o repertório é constituído por: Canela - Varanasi, OCO - Light textures, Canela - Energia, Pulsar, Ion e Variações em Ré. Rui Martins é atualmente membro do projeto OCO que tem criado sonoridades experimentais, ritualistas e intemporais dos quatro cantos do mundo, que une o ancestral e o moderno, o Ocidente e o Oriente.
logo
@Madalena Branco
18:00
Concerto Orquestra de Câmara Portuguesa, com direção de Pedro Carneiro
Igreja de São Roque

A partilha do momento musical é um ato maior de hospitalidade. A Orquestra de Câmara Portuguesa toca um repertório especialmente pensado a partir do ideário de Hospitalidade: a Sinfonia nº22 em Mi bemol maior, "O Filósofo" de Joseph Haydn, Zipangu de Claude Vivier, a famosa Message to Frances-Marie (the answered unanswered question) de Charles Ives, cujo conceito espacial é igualmente explorado por Kurtág, colocando dois violinos afastados do palco e, por fim, voltaremos a Joseph Haydn com a Sinfonia nº 64 em Lá maior, "Tempora Mutantur".
logo
Casas, Bartolomeu de las, 1474-1566; Ollé y Pinell, Antonio, il.
Barcelona : Amigos del Libro, 1944
19:00 - 20:00
Frei Bartolomeu de Las Casas, leitura por Sara Carinhas
Montaigne, leitura por Matamba Joaquim
Igreja de São Roque

Bartolomeu de Las Casas, frade e bispo de Chiapas (México), conhecido como "defensor dos índios", é uma das personagens mais referidas da História da América do século XVI. Montaigne, por sua vez, foi jurista, político, filósofo, escritor e humanista francês, considerado o inventor do ensaio pessoal.  A atriz Sara Carinhas lê excertos da obra de Frei Bartolomeu de Las Casas partilhando o olhar crítico e generoso do "defensor dos índios" e o ator Matamba Joaquim lê excertos do livro Ensaios, em particular, dos capítulos "dos livros" e "dos canibais".
logo22:00 - 00:00
Djset com Rui Teixeira e Vitor Belanciano
Largo Trindade Coelho

A noite de Hospitalidade fecha com dois dj set. BANDIDO$, pela mão de Rui Teixeira que começou a dar nas vistas pelos seus DJ sets destemidos depois de conhecer Bruno Sousa, nas Belas-Artes, com quem criou a dupla Bandido$. Vítor Belanciano fecha a noite. Jornalista e crítico cultural do Jornal Público, o seu percurso como Dj começou em 1990 quando cofundou o colético CoolTrain Crew, percursores do drum & bass em Portugal, tendo desde então integrado outros projetos atuado a solo, apostando numa selecção diversa, desde o hip-hop ao kuduro e ao house.
logoDurante todo o dia (até às 18:00)
Jogos de Rua e de Mesa de várias tradições
Largo Trindade Coelho

No Largo Trindade Coelho haverá jogos de mesa, entre eles, Carrom, Karam, Mahjong, Xadrez, Gô, Shogi, damas, jogos de cartas, entre outros. Ao longo do dia é possível também aprender jogos de rua orientais como Kendama e Take-tonbo, Janzi, Kongzhu, jogo de sete caras, entre outros.
logo
@detalhe de fluxograma (hospitalidade), 2018, de Rodrigo Oliveira
Durante todo o dia
fluxograma (hospitalidade), 2018 de Rodrigo Oliveira
Fachada edifício Brotéria

A cobrir toda a fachada do edifício da Brotéria pode-se observar fluxograma (Hospitalidade), 2018, uma peça de Rodrigo Oliveira com diferentes layers de interpretação. Entre a figuração e a abstracção, a peça parte de uma vasta coleção de etiquetas que o artista foi recolhendo ao longo de anos, provenientes de várias partes do mundo.
logoDurante todo o dia
Degustação de comida oriental
Largo Trindade Coelho

Ao longo do dia, carrinhas ocupam o largo com iguarias confecionadas de acordo com a cozinha tradicional asiática e dando a conhecer e a degustar a comida oriental.
ORGANIZAÇÃO
logologoslogo
PARCEIRO
broteria
APOIOS
logoslogoslogoslogoslogoslogoslogoslogos
logoslogoslogoslogoslogoslogos
APOIOS À DIVULGAÇÃO
logologologologologo
INFORMAÇÕES

Museu de São Roque
T: 213 235 444 (Receção)

Serviço de Públicos e Desenvolvimento Cultural
T: 213 240 887  | 213 240 869  | 213 240 866 


Horário:
Das 9:30 às 00:00

Transportes:
Metro - Estação Baixa-Chiado (linha azul e linha verde)
Autocarros (Carris) - 758
Elétricos (Carris) - 28 (Elevador da Glória e Largo Camões)
Parque de Estacionamento: Largo Camões e Rua do Almirante Pessanha
ORGANIZAÇÃO
logologoslogo
PARCEIRO
broteria
APOIOS
logoslogoslogoslogoslogoslogoslogoslogos
logoslogoslogoslogoslogoslogos
APOIOS À DIVULGAÇÃO
logologologologologo
slider
Montaigne, leitura por Matamba Joaquim
slider
Montaigne, leitura por Matamba Joaquim
slider
Montaigne, leitura por Matamba Joaquim
slider
Frei Bartolomeu de Las Casas, leitura por Sara Carinhas
slider
Frei Bartolomeu de Las Casas, leitura por Sara Carinhas
slider
Frei Bartolomeu de Las Casas, leitura por Sara Carinhas
slider
Concerto de Sitar por Rui Martins
slider
Concerto de Sitar por Rui Martins
slider
Concerto de Sitar por Rui Martins
slider
Teatro de Sombras, com Benikô Tanako
slider
Teatro de Sombras, com Benikô Tanako
slider
Concerto Orquestra de Câmara Portuguesa, com direção de Pedro Carneiro
slider
Concerto Orquestra de Câmara Portuguesa, com direção de Pedro Carneiro
slider
Concerto Orquestra de Câmara Portuguesa, com direção de Pedro Carneiro
slider
Concerto Orquestra de Câmara Portuguesa, com direção de Pedro Carneiro
slider
Concerto Orquestra de Câmara Portuguesa, com direção de Pedro Carneiro
slider
Performance "Dentro do arquivo", de Joana Craveiro
slider
Contos do Oriente, por Ana Sofia Paiva
slider
Contos do Oriente, por Ana Sofia Paiva
slider
Performance "Dentro do arquivo", de Joana Craveiro
slider
Contos do Oriente, por Ana Sofia Paiva
slider
Deuses da Perfeição, Teatro Umano
slider
Provedor Edmundo Martinho na cerimónia de abertura
slider
Apresentação da Coleção Francisco Capelo - Casa Ásia
slider
Colóquio O Arquivo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa - histórias visuais
slider
Margarida Montenegro discursa na cerimónia de abertura
slider
Jogos de Rua e de Mesa de várias tradições
slider
Jogos de Rua e de Mesa de várias tradições
slider
Jogos de Rua e de Mesa de várias tradições
slider
Deuses da Perfeição, Teatro Umano
slider
Deuses da Perfeição, Teatro Umano
slider
fluxograma (hospitalidade), 2018 de Rodrigo Oliveira
slider
Casa Ásia - Coleção Francisco Capelo
slider
Casa Ásia - Coleção Francisco Capelo
slider
Mural TON SUR TON, de Pedro Valdez Cardoso | Casa Ásia
slider
Coleção Francisco Capelo | Casa Ásia
slider
Coleção Francisco Capelo | Casa Ásia
slider
Coleção Francisco Capelo | Casa Ásia
slider
Exposição Paramentos religiosos | Sacristia Igreja de São Roque
slider
Largo Trindade Coelho
slider
Museu de São Roque
ORGANIZAÇÃO
logologoslogo
PARCEIRO
broteria
APOIOS
logoslogoslogoslogoslogoslogoslogoslogos
logoslogoslogoslogoslogoslogos
APOIOS À DIVULGAÇÃO
logologologologologo