Notícias


A Inovação Social através da partilha do conhecimento

13 Março 2019
A Casa do Impacto, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, acolheu esta quarta-feira, 13 de março um encontro entre as várias entidades europeias responsáveis pelo projeto SIKE - Social Innovation through Knowledge Exchange, onde se inclui a Santa Casa como parceiro institucional, em Portugal.

O evento teve como propósito partilhar experiências e entender como a economia social irá evoluir nos próximos anos.

No início da sessão assistiu-se a uma apresentação de Gustavo Freitas, do Departamento de Empreendedorismo e Economia Social da Misericórdia de Lisboa, onde revelou os objetivos e missão da Casa do Impacto.

"Queremos ser uma incubadora de projetos de empreendedorismo social e só alcançamos esse objetivo unindo esforços e trabalhando em conjunto", frisou Gustavo Freitas.
Seguiu-se a apresentação de Louise Pulford, diretora executiva do SIX - Social Innovation Exchange, subordinada ao tema "o desenvolvimento de ecossistemas de inovação social: os próximos 10 anos".

Terminadas as apresentações, houve espaço para um debate, moderado por Teresa Franqueira, professora da Universidade de Aveiro, em que participou Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, Ana Lehmann, professora da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade do Porto, Paulo Soeiro de Carvalho, professor da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, Dimitri Dimanski, co-fundador da Escola Europeia de Inovação Social e Helena Canhão, professora da Escola NOVA Medica - Universidade Nova de Lisboa.

Na sua intervenção Inês Sequeira salientou que "já se olha para o empreendedorismo social com outros olhos", concluindo que "o apoio dos governos e instituições é essencial para que os projetos desenvolvidos possam ter condições para evoluir e subsistir". 

Sobre o projeto SIKE

Juntamente com outros dez parceiros europeus dos cinco países diferentes envolvidos (Portugal, Reino Unido, Croácia, Alemanha e Espanha), entre os quais várias instituições de ensino superior, instituições e empresas sociais, este projeto pretende potenciar a inovação social através da partilha de conhecimento teórico e prático.

Financiado pela União Europeia, com uma duração prevista de 3 anos, o projeto SIKE teve o seu início oficial num evento que decorreu em Glasgow nos dias 8 e 9 de fevereiro de 2018.

Tendo como propósito principal apoiar e ajudar a potenciar as comunidades locais de maneira sustentável e responsável, o seu desenvolvimento irá ser feito através de parcerias entre membros institucionais e as universidades de cada país, mantendo um foco específico nas comunidades locais onde se inserem. Em Portugal, os parceiros locais são a Universidade de Aveiro e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. 

O projeto SIKE tem como objetivos específicos: apoiar a Inovação Social através do intercâmbio de conhecimento; estimular as capacidades de empreendedorismo social nas universidades e nas comunidades locais; desenvolver formação específica para o desenvolvimento profissional na inovação social.