Notícias


A magia do Natal dos Hospitais

13 Dezembro 2019
A edição do Natal dos Hospitais deste ano contou com as presenças do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e do provedor, Edmundo Martinho.

O Natal dos Hospitais foi mais uma vez festejado esta quinta-feira, 12 de dezembro, no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA), da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML).

"Há luzes de Natal espalhadas pelas cidades do país. Há pinheiros nas casas e mensagens de boas festas. Esta é a tal época em que o tempo fica mais frio e o coração mais quente. E o maior símbolo televisivo desta quadra é este programa: sejam bem-vindos ao Natal dos Hospitais". Foi desta forma que Catarina Furtado e José Carlos Malato começaram a edição 61º deste emblemático evento.

O provedor da instituição, Edmundo Martinho, começou por dizer que a ação da Santa Casa toca a várias áreas, não se esgotando apenas na Ação social, na Saúde ou nos Jogos. A investigação é um dos exemplos mais visíveis da aposta em outras áreas.

Dar prioridade às áreas da Saúde e da Ação Social e à Investigação é um dos objetivos da instituição, destacou o provedor. Em entrevista à RTP, Edmundo Martinho deu destaque ao SOL (Saúde Oral em Lisboa), o serviço de medicina dentária pediátrica gratuito para todas as crianças e jovens até aos 18 anos, e ainda ao projeto "RADAR", uma medida de operacionalização do Programa "Lisboa, Cidade de Todas as Idades", cujo objetivo é sinalizar a população com mais de 65 anos de idade.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que ontem celebrou o seu 71.º aniversário, participou no programa da RTP Natal dos Hospitais, no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão. Num ambiente festivo, Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de lembrar a cultura de solidariedade em Portugal. "Somos os melhores do mundo", diz, "mas dos piores da Europa em voluntariado organizado".

"É para mim uma honra e prazer estar aqui. Faz parte da minha vida", disse em palco. É Natal, época tipicamente solidária. E, no que toca a solidariedade, o Presidente da República não hesita em dizer: "somos os melhores do mundo". "Os portugueses são muito solidários. Temos pais, avós, vizinhos que cuidam em casa daqueles que precisam. Quando há tragédias, mobilizam-se para ajudar", referiu.

A Marco Paulo, Ágata, Micaela e Sara Carreira, e outros artistas que passaram pelo palco de Alcoitão, se devem a alegria e os sorrisos, espelhados nos rostos dos utentes que presenciaram esta edição e que merecem, sempre e de forma especial, um Natal muito feliz.

Alegria e Esperança para quem está doente

Luís Silva, 61 anos, motorista da Câmara Municipal de Lisboa, sofreu um acidente enquanto estava a trabalhar. Foi amputado às duas pernas. Está no CMRA para fazer as próteses para voltar a caminhar. Com um sorriso, Luís diz que "a minha força vem da minha mulher e do meu netinho". Para este utente, o Natal dos Hospitais é uma festa que leva alegria a quem que está internado num hospital.

Opinião partilhada por Mário Alves, de 53 anos, e Mónica Silva, de 38, ambos internados no Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão. Para eles o Natal dos Hospitais afasta-os de pensamentos negativos e, por alguns momentos, esquecem-se da sua condição. Sofreram acidentes de viação. Mário vai para casa na próxima semana. Está em pulgas com a ideia de voltar para a sua casa e poder ir trabalhar. Já Mónica ficará internada durante mais algum tempo.

Além dos membros da Mesa da Misericórdia de Lisboa, assistiram ao evento dezenas de doentes, médicos e enfermeiros. A 61.ª edição do Natal dos Hospitais foi apresentada por Catarina Furtado e José Carlos Malato, em Lisboa, e Sónia Araújo e Jorge Gabriel, no Hospital de São João, no Porto.

Realizado em parceria com o Diário de Notícias, o Natal dos Hospitais é o programa de entretenimento mais antigo da televisão portuguesa. Foi realizado pela primeira vez há 72 anos, com o objetivo de animar os doentes internados nos hospitais.