Notícias


“A nossa marcha é a mais linda de todas”

Pela primeira vez, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, participa nas Marchas Populares de Lisboa.

Foi em ambiente de festa e boa disposição, que a marcha da Santa Casa desfilou para centenas de pessoas, domingo à noite, 4 de junho, no MEO Arena, realizando, assim o "sonho" de muitos idosos da instituição.

"Desde há muitos anos que tinha este desejo de participar numa marcha. Sou um homem de Lisboa e cresci a ver esta festa, felizmente a Santa Casa concretizou-me o sonho", afirmou sorridente, Amândio Viriato, utente do Centro de São José.

A ensaiarem desde março, de segunda a sexta-feira, no pavilhão do Vale Fundão, em Lisboa, os 58 marchantes ultrapassaram o amadorismo e tornaram-se numa marcha que impõe respeito a todas as que participarem no desfile que acontece, na noite de 12 de junho, na avenida da Liberdade.

"Já não somos novos, mas temos a vontade e o querer de muitos jovens. Vestimos esta camisola com orgulho e nem as dores nos afastam de queremos brilhar", disse, orgulhosa, Felicidade Gama, de 68 anos, uma das participantes.

Para o administrador de Ação Social da Misericórdia de Lisboa, Sérgio Cintra, a ideia de constituir uma marcha surgiu no seguimento de vários equipamentos da instituição, organizarem, desde 2014, as marchas Santa Casa, na Mitra.

"Desde 2014 que realizamos uma apresentação de marchas de cada equipamento nosso, na Mitra. Vendo a qualidade dos arcos e dos figurinos apresentados, a ideia surgiu naturalmente", diz Sérgio Cintra.

"Esta deve ser uma marcha que orgulha todos os lisboetas, não só porque representamos uma parte importante da população de Lisboa, mas porque não representamos apenas um bairro lisboeta, mas a cidade toda", concluiu o administrador.

Os padrinhos da "nossa" primeira marcha, são Maria Botelho Moniz, apresentadora de televisão, e Ricardo Carriço, ator e cantor. "O principal desafio é que todos os marchantes tenham a alegria e orgulho de representar esta casa", disse a aprestadora. "Sinto-me muito feliz. É uma honra ser madrinha desta marcha, que é a primeira vez que desfila", salientou.

Quando questionada sobre como deveria ser reconhecida a marcha Santa Casa, a orgulhosa madrinha, respondeu prontamente: "Esta marcha é a mais linda de todas".
"Vamos ser um sucesso", rematou Ricardo Carriço, admitindo que "só pela energia que se sente, já somos vencedores".

As Marchas Populares de Lisboa vão desfilar na Avenida da Liberdade, a partir das 21h00 do dia 12 de junho, integrando três marchas extraconcurso: A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, "A Voz do Operário" e a dos Mercados.

No total serão 20 marchas: Alfama, Benfica, Madragoa, Alto do Pina, Carnide, Penha de França, Campo de Ourique, Bica, Castelo, Ajuda, São Vicente, Mouraria, Santa Engrácia, Alcântara, Marvila, Bela Flor - Campolide, Belém, Olivais, Graça e Bairro Alto.


5 de junho de 2017