Notícias


Já são conhecidos os finalistas do RISE for Impact

13 Novembro 2019
São três os projetos que vão participar na terceira e última fase do RISE for Impact, o programa de aceleração da Casa do Impacto.

Uma solução que analisa e seleciona projetos de impacto já existentes ajudando-os a convertê-los em projetos adaptáveis e acessíveis (Impacton), uma escola de música em horário extracurricular com foco no ensino e divulgação da cultura (Acorde Maior) e uma empresa que transforma plástico recolhido dos oceanos em sapatilhas personalizadas e fabricadas em Portugal (SKIZO) são as ideias que convenceram o júri do RISE for Impact. 

Os finalistas do programa de aceleração da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) foram anunciados esta terça-feira, 12 de novembro, no Convento de São Pedro de Alcântara, por Sérgio Cintra, administrador da Ação Social e responsável pelo Empreendedorismo da Santa Casa. Dez projetos apresentaram os seus argumentos ao júri do programa, e passaram três para a fase de Incubação: Impacton, Acorde Maior e Skizo.

Os projetos terão, na fase de incubação, acesso a um espaço de trabalho e mentoria personalizada. 

Mariana Duarte Silva, do Acorde Maior, sublinhou que "mais importante do que chegar aqui, foi a jornada". A responsável pela escola de música frisou que o programa de aceleração RISE for Impact, os contactos e os parceiros foram "muito importantes para o nosso projeto".

"Este é o primeiro programa de aceleração que conheço, que ajuda a estruturar um negócio e, ao mesmo tempo, constrói uma comunidade forte e que trabalha em conjunto", defendeu, Meg Pagani, da Impacton.

Já André Facote, da Skizo, destacou a aprendizagem e as ferramentas de trabalho adquiridas na Casa do Impacto, na expetativa de continuar a aprender e a levar o seu projeto o mais longe possível.

Sérgio Cintra destacou o percurso e as conquistas da Casa do Impacto, neste último ano, na tentativa de diminuir as desigualdades na sociedade e, simultaneamente, de promover condições para que os empreendedores concretizem os seus sonhos.

Por outro lado, Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, faz um balanço muito positivo. "A qualidade e o equilíbrio dos projetos relativamente ao anterior programa de aceleração subiu bastante". A responsável pela Casa do Impacto considerou, ainda, que os três projetos vencedores trabalham em áreas diferentes e têm perfis diferentes mas todos com bastante potencial.

Criado pela Casa do Impacto, o RISE for Impact é um programa de aceleração para startups de impacto que se encontram em fase de validação da ideia, produto ou serviço que promovam soluções ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas.

RISE for Impact é constituído por três fases - Bootcamp, Capacitação e Incubação. A atual fase (Incubação) decorre até 28 de fevereiro de 2020. Nela participam os três projetos melhor classificados. Destina-se a apoiar a incubação na Casa do Impacto, com acesso a espaço de trabalho e mentoria customizada. No final será efetuada a apresentação dos três projetos finalistas em sessão pública e presencial.

Quer para as startups selecionadas para a fase de (Capacitação), quer para a última fase do programa (Incubação), haverá atribuição de bolsas mensais e 10.500 euros em prémios.