Notícias


Misericórdia de Lisboa e ANSR lançam campanha de prevenção rodoviária

05 Junho 2019
A Santa Casa e a ANSR lançaram esta quarta-feira, 5 de junho, no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA), uma campanha prevenção rodoviária que alerta para as consequências de maus comportamentos ao volante.

"Estrada e Consequência" é o mote da campanha de prevenção contra o flagelo da sinistralidade nas estradas nacionais, fruto de uma parceria entre a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). A iniciativa contará com a parceria da rádio TSF, para divulgar mensagens de sensibilização e recomendações junto do público. Automobilistas, motociclistas, ciclistas ou peões, todos devem estar cientes dos potenciais perigos e consequências que podem advir de eventuais comportamentos irresponsáveis na estrada ou em qualquer via pública.
 
A campanha "Estrada e Consequência" dá eco a testemunhos reais, de pessoas que viveram esse drama e que passaram por difíceis processos de reabilitação no CMRA, da Santa Casa, tendo algumas delas ficado com marcas físicas para o resto das suas vidas.

Na apresentação desta campanha, José Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil, destacou que "este trabalho de sensibilização visa prevenir os cidadãos, prevenir os que conduzem, os riscos e, sobretudo, transmitir uma mensagem que todos devem ter presente: pode haver consequências quando estamos na estrada e todos os cuidados são poucos".
 
Na sua intervenção, Edmundo Martinho, provedor da SCML, sublinhou que "foi uma decisão imediata, quando fomos desafiados para fazer parte deste projeto, porque temos uma responsabilidade acrescida no CMRA, e um conhecimento aprofundado do que são as consequências, de uma parte substancial, da sinistralidade rodoviária. E, também, porque esta campanha é uma boa causa e a Misericórdia de Lisboa não pode deixar de se associar a boas causas".

Rui Ribeiro, presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, lembrou que neste local [Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão] se fazem milagres, e que esta campanha pretende consciencializar e sensibilizar para bons comportamentos na estrada.

Afonso Costa, um dos testemunhos presentes na apresentação desta campanha de prevenção, numa cadeira de rodas, deixou uma mensagem bem clara: é importante que as pessoas saibam os impactos dos comportamentos na estrada e de um acidente na vida de cada um e de todos.

A campanha

A campanha de prevenção rodoviária irá privilegiar os testemunhos de pessoas que estão a fazer reabilitação no Centro de Medicina e Reabilitação do Alcoitão ou que por lá passaram. São estas histórias de vida e de sobrevivência e sucesso que a TSF irá contar, demonstrando que há sempre esperança...

Um acidente rodoviário grave muda a vida de uma pessoa, de uma família ou de uma empresa. Num segundo, a perda de capital humano, de conhecimento e capacidade produtiva, o impacto do acidente no meio familiar e profissional. É essa contabilidade emocional que esta iniciativa se propõe levar semanalmente à antena da TSF.

Durante 12 semanas, cinco vezes por dia, serão passadas em antena frases curtas de um testemunho de uma vítima de acidente rodoviário. Uma história na primeira pessoa decomposta em frases soltas. São histórias de drama pessoal, mas também de resiliência e recuperação, fruto do trabalho da SCML. 

Enquadramento

A sinistralidade rodoviária tem um impacto económico estimado de 1,2% do PIB, ou seja 2,3 mil milhões de euros (dados de 2018). Trata-se de um fenómeno complexo, com uma multitude de fatores a determinar, para lá do citado impacto na economia do país, um custo social pesado e muitas vezes invisível na nossa comunidade.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa atua, precisamente, na reabilitação de vítimas de acidentes rodoviários e, no fundo, na minimização desse impacto social. O Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão, da Santa Casa, tem uma longa história de vanguarda e é, desde há décadas, a referência nesta área.