Notícias


Reabilitar por boas causas

12 Abril 2018
O Pátio da Galé, no Terreiro do Paço, recebeu a V edição da Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa. Trata-se de uma iniciativa da "Vida Imobiliária" e da "Promevi", que tem o apoio da Misericórdia de Lisboa.

Com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), da Câmara Municipal de Lisboa e da ATL - Turismo de Lisboa, o programa desta semana tem inúmeros eventos, tais como workshops, conferências, tertúlias e debates, todos eles com o objetivo de chamar a atenção para o impacto social da reabilitação urbana.

A Santa Casa participa no evento dando a conhecer o que tem feito e os novos projetos na Reabilitação Urbana. 

Neste âmbito, a instituição preparou a conferência "Cidade, Cultura e Envelhecimento - A Oportunidade", durante a tarde de quarta-feira, 11 de abril, no Pátio da Galé. Edmundo Martinho, provedor da SCML, defendeu a importância do papel da instituição na reabilitação urbana como instrumento de promoção de novas respostas aos que mais precisam.

A conferência debruçou-se sobre a relevância da reabilitação urbana, enquanto ferramenta de inclusão e, ao mesmo tempo, de preservação da cidade genuína e dinâmica. O encontro serviu, igualmente, para identificar alguns dos projetos desenvolvidos pela instituição e o compromisso da SCML na preservação e valorização do seu património com a finalidade de criar respostas sociais adaptadas às novas realidades populacionais.

Na sessão de abertura da conferência, Edmundo Martinho, defendeu que "a SCML tem o dever de promover, reabilitar, conservar e rentabilizar o seu património, por forma a garantir projetos e obras inovadoras que respondam as necessidades daqueles que mais precisam", destacando a criação de novas respostas e a intergeracionalidade dos novos projetos.

Edmundo Martinho destacou, igualmente, o programa de apoio à população sénior - "Lisboa - cidade de todas as idades" - que visa dotar a cidade de maior capacidade de suporte e apoio às pessoas mais velhas.

Maria da Luz Cabral, responsável da Unidade de Missão da SCML, apresentou e explicou o programa de apoio à população sénior - "Lisboa - cidade de todas as idades", lançado no início do ano, pela SCML e a Câmara Municipal de Lisboa. 

Na sua intervenção, Helena Lucas, diretora do Departamento de Gestão Imobiliária e Património da SCML, sublinhou que "a Santa Casa está a desenvolver uma ampla e diversificada intervenção na reabilitação do seu património". O grande desafio é juntar a intergeracionalidade, o envelhecimento, a mobilidade, a sustentabilidade e a inovação.

"A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa assumiu um compromisso de preservar e valorizar este património com a finalidade de criar respostas sociais e gerar receitas que possam reverter para as causas apoiadas pela instituição", destacou a responsável.

Helena Lucas lembrou, ainda, que a SCML ao reabilitar o seu património devolve espaços fechados à cidade, respeitando sempre a história e a arquitetura, contribuindo para uma cidade mais vivida e para o rejuvenescimento do seu edificado.

Sendo a Santa Casa uma das maiores proprietárias da cidade de Lisboa, a atual administração, tem feito um grande investimento na área do Património, tendo em conta três pilares fundamentais: inovação, intergeracionalidade e investigação.