Notícias


Santa Casa mantém a sua ação no terreno em tempos difíceis

25 Março 2020
Numa altura em que o país atravessa uma das maiores crises de saúde pública de que há memória, Sérgio Cintra, administrador da Ação Social da Santa Casa, destacou as principais medidas levadas a cabo pela instituição para apoiar os utentes idosos, numa entrevista dada à SIC Notícias, esta terça-feira, dia 24 de março.

Marcando presença no espaço noticioso da Edição da Noite, da SIC Notícias, Sérgio Cintra falou sobre o impacto do novo coronavírus na ação da Misericórdia de Lisboa, nomeadamente no apoio à população mais desfavorecida e vulnerável da cidade.

Na sua intervenção, o administrador aproveitou também o momento para congratular o empenho de todos os profissionais da instituição que, diariamente, se mantêm no terreno, reconhecendo que "são fundamentais para mitigar algumas situações e não permitir que ganhem uma escala que provoque o pânico".

Relembrou ainda que, no decorrer de 2019, a Santa Casa, através do projeto RADAR, fez um levantamento exaustivo das pessoas com mais de 65 anos que vivem sós ou acompanhadas com outras da mesma faixa etária, na cidade de Lisboa. Os dados recolhidos mostraram-se essenciais para a instituição, que agora tem vindo a realizar contactos telefónicos, diários, de maneira a ajudar e serenar a população sénior lisboeta. Neste âmbito, "temos, em conjunto com a Câmara Municipal de Lisboa e as Juntas de Freguesia, prestado apoio na higiene, na alimentação e em algumas compras necessárias para o dia-a-dia, de maneira a evitar que estas pessoas venham para a rua", frisou o administrador.

Sérgio Cintra adiantou ainda que o Hospital de Sant'Ana, propriedade da Misericórdia de Lisboa, já se mostrou totalmente disponível para receber doentes oriundos do Hospital São Francisco Xavier que necessitam de intervenção no campo do trauma ortopédico. Salientando que o apoio da instituição "obviamente que não tem outro fim que não seja ajudar e sermos complementares ao SNS", o administrador terminou com importante mensagem de que "todos somos poucos para apostar na prevenção".