Notícias


SCML assina protocolo com a FAPPC

13 Novembro 2018
A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e a Federação das Associações Portuguesas da Paralisia Cerebral (FAPPC) assinaram esta terça-feira, 13 de novembro, um protocolo de colaboração no que diz respeito à defesa e promoção das pessoas com paralisia cerebral. 

Com este protocolo, assinado pelo administrador da área da ação social da SCML, Sérgio Cintra, e pelo presidente da FAPPC, Abílio Saraiva da Cunha, pretende-se desenvolver um apoio à federação destinado ao desenvolvimento da sua atividade como participante e representante nacional no "SPARCLE 3 - Estudo de Participação de Cidadãos com Paralisia Cerebral a Viver na Europa".

O SPARCLE 3 é a terceira fase de um projeto que tem como objetivo principal identificar os principais desafios que jovens adultos, entre os 19 e os 29 anos, com paralisia cerebral, enfrentam na transição para sua vida adulta.

Sérgio Cintra sublinhou a satisfação em celebrar este protocolo que, na sua opinião, "faz todo o sentido, dada a existência de objetivos comuns entre as duas instituições, sobretudo no que respeita ao apoio das pessoas com paralisia cerebral". 
Este estudo "vai permitir conhecer as verdadeiras necessidades e desafios que estes jovens sentem quando querem integrar-se na sociedade", concluindo que "é essencial aprimorar o que estamos a fazer bem e modificar o que não estamos a fazer tão bem".

"Este é o primeiro passo que queremos dar em estreita colaboração com a Santa Casa. Partilhamos com a Misericórdia a mesma missão e por isso é com grande orgulho que hoje contamos com este parceiro, conhecedor aprofundado desta realidade", explicou o presidente da FAPPC.

O SPARCLE 3 terá a duração de dois anos e para além de Portugal, participam ainda a Alemanha, a Dinamarca, a França, a Holanda, a Inglaterra, a Itália e a Suécia. A Federação das Associações Portuguesas da Paralisia Cerebral foi a escolhida para representar Portugal, em articulação com a Escola de Saúde da Universidade de Aveiro.