Notícias


Um planeta para todos

01 Março 2019
A Fundação Calouste Gulbenkian acolheu esta tarde, sexta-feira, 1 de março, o lançamento do projeto ECH2O-ÁGUA, desenvolvido pela Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), que pretende alertar para o uso excessivo da água e que tem como comunidade experimental, o Centro Comunitário de Telheiras, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Subordinado ao tema "Um Único Planeta para Todos", o projeto pretende ser um agregador de vontades de vários parceiros, entre eles a Misericórdia de Lisboa, com o intuito de consciencializar entidades nacionais e cidadãos comuns para o uso correto da água e de como o consumo excessivo e desmensurado de um bem comum a todos, como a água, pode "alterar a forma como todos conhecem o planeta", como afirmou Susana Neto, da APRH, durante a sua apresentação.

"É fundamental que os cidadãos tenham uma consciência crítica sobre os problemas de escassez e das formas de poupar água, de forma sustentável", concluiu Susana Neto-

O projeto pretende lançar uma abordagem inédita e integradora que irá envolver direta e indiretamente mais de 6000 pessoas de diversas idades e perfis socio-profissionais, nos próximos 18 meses. 

Até março de 2020, a APRH, em parceria com diversas instituições, irá mobilizar comunidades experimentais que vão testar dispositivos de redução de caudal em torneiras e chuveiros. Através da análise da evolução mensal dos valores consumidos, será calculada a respetiva Pegada Hídrica.