Notícias


Uma comunidade mais próxima e colaborativa

11 Junho 2018
Prosseguindo o caminho iniciado em 2013, ao qual se juntaram mais de 265 entidades da economia social, a Comunidade Impacto Social apresentou as suas atividades para 2018-2019.

O projeto Comunidade Impacto Social para 2018-2019 foi apresentado esta manhã, 11 de junho, na Sala do Brazão do Museu de São Roque, da Misericórdia de Lisboa. Criada para medir e estudar o impacto de projetos sociais, esta iniciativa resulta de uma parceria entre a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), a Fundação Montepio, a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES) e a empresa 4Change, dinamizador da comunidade. 

Edmundo Martinho, provedor da SCML destacou na sua intervenção que é essencial que a comunidade trabalhe em conjunto, relembrando que "a questão do impacto social sempre foi um aspeto pouco considerado nas medidas públicas".

Para o provedor a iniciativa vai "permitir desenvolver novas estratégias de atuação entre as várias instituições que operam na economia social, de norte a sul do país", salientado o trabalho que a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa tem vindo a desenvolver nas suas áreas de atuação.

Além de assegurar a continuidade da componente de capacitação, através de um programa que inclui um ciclo de webinars e 3 meses de prototipagem sobre metodologias de avaliação, a Comunidade Impacto Social desenvolverá um hub de dados para a partilha de métricas e resultados de impacto e ainda uma rede colaborativa de base regional e abrangência nacional.

Sérgio Cintra, administrador de Ação Social da Misericórdia de Lisboa, defendeu na sua intervenção a importância de se criar um sistema que possibilite, às várias organizações que operam na economia social "apresentar os resultados obtidos com as medidas aplicadas, promovendo a partilha de experiências ".

No final do seu discurso o administrador de Ação Social salientou que o objetivo da Comunidade de Impacto Social "seja um ecossistema de referência em Portugal, na área da economia social".