Reportagem Especial


"Em casa é que eu não fico"

28 Junho 2019
Há quem suba ao palco todas as semanas, e quem tenha aulas de informática. Há quem faça "terapia" na horta. Uns participam no coro, outros fazem ioga. Há, ainda, quem faça croché, costura, pintura e trabalhos em madeira. São os idosos da Misericórdia de Lisboa a mostrar que os últimos anos da vida podem ser tão bons como os primeiros.

Há cada vez mais pessoas idosas a ter uma vida ativa, e a participar na vida da comunidade. "Em casa não dá para ficar", dizem os utentes do Centro de Desenvolvimento Comunitário da Charneca. Um espaço que reúne Creche, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Um local que reúne os mais velhos, os mais novos e a comunidade. Um local de saberes, de afeto e de sentimento de pertença.

O paradigma do envelhecimento mudou, e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) correspondeu às novas necessidades, requalificando 21 centros de dia até 2026 para que se transformem em espaços intergeracionais, combinando centros para idosos e creches, promovendo assim a integração entre gerações, e abertos à comunidade.

O Centro de Desenvolvimento Comunitário da Charneca integra o Projeto Espaços InterAge, do Programa "Lisboa, Cidade de Todas as Idades". Saiba mais sobre o InterAge.