Santa Casa Neurociências
Por iniciativa do Provedor, Pedro Santana Lopes, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa tem vindo a apostar na investigação científica em diferentes áreas das neurociências, complementando assim todo o trabalho já feito nas suas diversas unidades de saúde, nomeadamente no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão, onde são seguidas muitas pessoas vítimas de lesões vertebro medulares, entre outras doenças da área das neurociências. Com o intuito de melhorar a oferta dos serviços prestados, tendo sempre em mente o seu compromisso de ajuda aos desfavorecidos, e ciente da importância da investigação para melhorar a qualidade de vida de quem está afetado por doenças que são, na sua maioria, devastadoras, têm sido várias, desde 2013, as iniciativas lançadas.

Com efeito, em 2013 foram lançados os Prémios Santa Casa Neurociências, um investimento anual de 400 mil euros e destinados a promover o trabalho de investigação científica ou clínica nas áreas multidisciplinares das biociências, nomeadamente a neurologia, a neuropatologia, a bioquímica, a biologia molecular, a genética molecular, a química, a farmacologia, a imunologia, a fisiologia, e a biologia celular, entre outras. O Prémio Melo e Castro, no valor de 200 mil euros, distingue o projeto que potencie a recuperação e tratamento de lesões vertebro medulares. Pretende promover a descoberta de soluções para a reabilitação dos indivíduos afetados, reduzindo, de forma significativa, as limitações motoras e fisiológicas associadas e o Prémio Mantero Belard, também de 200 mil euros, tem como objetivo promover e dinamizar a investigação científica ou clínica, no âmbito das doenças neurodegenerativas associadas ao envelhecimento, como a Doença de Alzheimer ou a Doença de Parkinson, possibilitando novas estratégias no tratamento e restabelecimento das funções neurológicas. Estes prémios vão já na sua 3ª edição.

Em 2015, foi lançado um programa de investigação em Esclerose Lateral Amiotrófica. Este programa de investigação, no valor de 50.000 euros anuais, tem como objetivo a promoção e dinamização da investigação científica fundamental ou clínica, por forma a incentivar contribuições significativas no âmbito da ELA, possibilitando novas estratégias na prevenção, tratamento e restabelecimento das funções neurológicas. Neste projeto a Santa Casa não se apresenta apenas como entidade financiadora mas sim, constitui-se parceira ao afetar bolseiros de investigação próprios, ao projeto vencedor.

Também em 2015 foi lançado um Ciclo de Conferências Neurociências, em que cada conferência versará sobre um dos vários temas em que a Unidade de Investigação & Desenvolvimento do Departamento de Qualidade e Inovação está envolvida, seja na vertente de investigação, seja na vertente operacional. Esta Unidade, organizadora destas conferências, pretende levar ao conhecimento público o trabalho desenvolvido pelos investigadores galardoados pela Santa Casa, ao abrigo da instituição dos diversos projetos de neurociências.