Reparar
O programa REPARAR é uma ação de voluntariado solidário, promovida pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), que tem como objetivo reparar habitações degradadas de pessoas idosas, utentes da instituição. 

Esta iniciativa abarca, também, a melhorias das condições de habitabilidade dos utentes do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão que, depois terem alta, precisam de ver as suas casas adaptadas de maneira a terem maior mobilidade e conforto. 

São cerca de 7000 as pessoas idosas apoiadas pela Misericórdia de Lisboa, através de respostas sociais diversificadas. Parte significativa destas pessoas vive sozinha, em habitações degradadas, sem conforto nem rede familiar, com falta de acessibilidades, levando uma vida solitária e isolada.

O programa REPARAR procura, assim, conjugar vontades e esforços, para que ações de voluntariado corporativo e voluntariado de competências possam melhorar casas degradadas de pessoas idosas carenciadas e isoladas, que vivam em Lisboa, Oeiras, Amadora, Odivelas, Loures, Cascais ou Sintra.

Até à data, já foram reparadas 101 casas de idosos, graças à participação empenhada de 56 empresas apadrinhadoras e de 1020 voluntários. No total, foram dedicadas 8184 horas de voluntariado e investidos 364.000,00 euros.

Os objetivos do REPARAR são:
  • Melhorar as condições de habitabilidade e de conforto de pessoas carenciadas, apoiadas pela Santa Casa da Misericórdia e Lisboa, preferencialmente de idosos. 
  • Promover o voluntariado corporativo como estratégia fundamental na política de responsabilidade social das empresas e da sua intervenção na comunidade envolvente.
  • Alertar e sensibilizar a sociedade portuguesa para as consequências do envelhecimento demográfico, nomeadamente no que se refere ao empobrecimento, isolamento, solidão e desamparo das pessoas mais idosas 
  • Melhorar as condições de habitabilidade dos utentes do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão que, depois terem alta, precisam de ver as suas casas adaptadas de maneira a terem maior mobilidade.
O objetivo de 2017 é reparar 24 casas de utentes de Serviço de Apoio Domiciliário e de Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.


REPARAR porque o estado de conservação da habitação, a acessibilidade dos seus espaços interiores, a disposição do mobiliário e a necessidade de outros objetos, sejam decorativos ou eletrodomésticos, são fundamentais para o bem-estar doas pessoas idosas, contribuindo para proporcionar maior qualidade de vida e mais autonomia.

REPARAR porque os utentes do Serviço de Apoio Domiciliário e de Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa são pessoas economicamente carenciadas, muitas vezes sem rede familiar. Há também casos de dependência física, resultante de doença ou acidente, impedindo-as de fazer de forma autónoma as atividades do dia-a-dia, seja em termos de alimentação, ou de higiene pessoal.

REPARAR porque promover, apoiar e incentivar a responsabilidade social e o voluntariado são objetivos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.


O REPARAR pode acontecer através de voluntariado corporativo ou de competências

As reparações são feitas por equipas de colaboradores voluntários de empresas e instituições que aderem a esta iniciativa enquanto apadrinhadoras, no âmbito das respetivas estratégias de responsabilidade social.

Há duas formas de as empresas apoiarem o programa REPARAR, no âmbito da sua responsabilidade social:

1. Voluntariado corporativo

  • Intervenções de maior dimensão, que decorrem durante um dia, e que incluem pinturas interiores, reciclagem, pintura e montagem de mobiliário, substituição de lâmpadas, organização e limpeza, decoração e doação de bens. A reparação é feita por uma equipa de colaboradores voluntários da empresa apadrinhadora. O dia da ação de voluntariado é precedido de trabalhos preparatórios, executados por profissionais de uma empresa de construção civil que a Santa Casa associe ao projeto.
  • Intervenção de menor dimensão - pequenas reparações especializadas, que devem ser feitas por voluntariado com competências técnicas para o efeito. Podem incluir organização, limpeza, decoração e substituição de lâmpadas.
2. Voluntariado de competências 

A Santa Casa estabelece uma parceria com uma empresa, cujos colaboradores estão integrados numa bolsa de voluntários e realizam reparações pontuais e especializadas em casas de utentes (sejam eletricistas, canalizadores, serralheiros, ou outros profissionais).

Cada empresa pode apadrinhar duas ou mais casas. 

As reparações podem, assim, ser feitas em paredes, pavimentos, mobiliário, sistemas elétricos, canalizações, acessibilidades, além de ser possível a reorganização e limpeza dos espaços.


Nos concelhos de Lisboa, Oeiras, Amadora; Odivelas, Loures, Cascais e Sintra.