Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral Calouste Gulbenkian
A Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC) nasceu em 1960, graças à vontade de um grupo de pais e técnicos ligados à problemática da paralisia cerebral.
 
Com a fundação desta Associação, nasceu o primeiro Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral do país, com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e dos Ministérios dos Assuntos Sociais e Educação.

Em 1970, a Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral obtém, da Fundação Calouste Gulbenkian, o apoio financeiro para a construção e apetrechamento das atuais instalações, num terreno cedido pela Câmara Municipal de Lisboa.

Em janeiro de 2011, a gestão do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral Calouste Gulbenkian (CRPCCG) passa, temporariamente, para a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), situação que se mantém até hoje.

O CRPCCG é constituído por uma equipa de médicos especialistas; técnicos de diagnóstico e terapêutica; enfermeiros; psicólogos; assistentes sociais; educadores; professores; técnicos superiores; assistentes técnicos; e assistentes operacionais.

Estes profissionais integram duas unidades:

- Unidade de Habilitação e Desenvolvimento (UHD)
- Unidade de Reabilitação e Integração Sócio-Ocupacional (URISO)

Por sua vez, nestas unidades são disponibilizadas as seguintes áreas de intervenção: 

- Avaliação, diagnóstico e orientação;
- Intervenção precoce;
- Reabilitação;
- Apoio ocupacional e sociocultural;
- Apoios educativos e terapêuticos;
- Técnicas aumentativas de comunicação;
- Orientação técnica às famílias e apoio na comunidade;
- Informação, aconselhamento e prescrição de produtos de apoio/ajudas técnicas 
- Desporto adaptado (Recreação e Competição)

O CRPCCG desenvolve também a vertente de Formação e Investigação, em parceria com entidades públicas e privadas, nacionais e internacionais, nas seguintes áreas:

- Revisão, tradução e validação para português, das Novas Escalas de Desenvolvimento Mental Griffiths III, em colaboração com a ARICD – Research;
- Participação no Programa Nacional de vigilância da Paralisia Cerebral - Perfil de Competências na criança com Paralisia Cerebral aos 5 anos;
- Validação da Escala de Sinalização Visual, em articulação com a University College of London;
- Estágios curriculares e profissionais na área do Neurodesenvolvimento;
- Aulas lecionadas em escolas superiores (ex: Escola Superior de Saúde de Alcoitão (ESSA); Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA); Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL); Universidade Católica de Lisboa (UCL); etc.)

Prémios Comunitários

1988: O Programa HELIOS II, da União Europeia, atribui ao Centro a Medalha de Ouro - Prémio de Acessibilidade

1989: O Centro é nomeado Centro Nacional de Recolha de Dados e de Informação e Aconselhamento de Ajudas Técnicas para a Deficiência Motora, no âmbito do Programa Helios/Projeto Handynet

1995: O Centro recebe a Medalha de Prata - Prémio de Reabilitação Funcional, atribuído pela União Europeia