Cuidados Continuados Integrados

A Misericórdia de Lisboa disponibiliza atualmente 213 camas de cuidados continuados, estando a maior parte delas distribuídas por três unidades que fazem parte da Rede Nacional dos Cuidados Continuados Integrados.

 

A escassez de camas de cuidados continuados integrados tem sido alvo de especial atenção por parte da administração da Santa Casa que, com estas respostas, pretende contribuir para colmatar esta carência na cidade de Lisboa.

A gestão integrada das Unidades de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) da Santa Casa cabe ao Departamento de Ação Social e Saúde. A sua missão é gerir e garantir a prestação de cuidados continuados integrados em toda a Instituição, promovendo a autonomia e melhorando a funcionalidade e as condições de vida das pessoas em situação de dependência, através da sua reabilitação, readaptação e reinserção familiar e social. Assegurar igualmente o cumprimento das obrigações assumidas no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) e contribuir para a melhoria do acesso e qualidade dos cuidados de saúde e apoio social.

Atualmente, a Santa Casa dispõe de um total de 213 camas de internamento, 181 das quais contratualizadas com a RNCCI:

  • 23 em Unidade de Convalescença;
  • 78 em Unidade de Média Duração e Reabilitação;
  • 80 em Unidade de Longa Duração e Manutenção.

Dispõe ainda de 32 camas que não integram a referida Rede:

  • 22 em regime privado;
  • 10 protocoladas com o Instituto Português de Oncologia (IPO) para prestação de cuidados paliativos.

Inaugurada em 2016, esta foi a primeira Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa. Presta cuidados de saúde prolongados, nas diferentes fases da evolução da doença, graças ao apoio de uma equipa multidisciplinar, e disponibiliza três tipos de internamento: média duração e reabilitação; longa duração e manutenção; paliativos.

Dispõe, atualmente, de um total de 78 camas, das quais 46 estão integradas na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados:

  • 26 em Unidade de Longa Duração e Manutenção;
  • 20 em Unidade de Média Duração e Reabilitação.

Adicionalmente disponibiliza:

  • 22 camas em Cuidados Continuados em regime privado;
  • 10 camas em Cuidados Paliativos, no âmbito do protocolo específico com o IPO.

A funcionar desde julho de 2019, o Parque de Saúde Pulido Valente tem uma ala de cuidados continuados gerida pela Santa Casa, que disponibiliza um total de 44 camas de internamento, exclusivamente contratualizadas com a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados:

  • 21 em Unidade de Longa Duração e Manutenção;
  • 13 em Unidade de Média Duração e Reabilitação;
  • 10 em Unidade de Convalescença.

A funcionar desde setembro de 2021, a Unidade de Cuidados Continuados Integrados Rainha Dona Leonor – antigo complexo do Hospital da Militar da Estrela, em Lisboa – tem capacidade para 91 camas:

  • 13 em Unidade de Convalescença;
  • 39 em Unidade de Média Duração;
  • 39 em Reabilitação e Unidade de Longa Duração e Manutenção.

As 91 camas serão disponibilizadas, faseadamente, a utentes da região de Lisboa e Vale do Tejo referenciados pela Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados.